Aula VIII: Neuropsiquiatria Aplicada à Psicanálise
Introdução Tarefa Processo Avaliação Conclusão Créditos

AULA VIII - "NEUROPSIQUIATRIA APLICADA À PSICANÁLISE"

PSICANÁLISE: SUPORTE TERAPÊUTICO, PELA ESCUTA, QUE ATUA FORA DOS LIMITES DOS CONSULTÓRIOS DA NEUROPSIQUIATRIA. 

A busca do substrato biológico das doenças neuropsiquiátricas é pré-requisito para o desenvolvimento de terapias mais eficazes e, sobretudo, de estratégias preventivas através do diagnóstico precoce que nem sempre são identificados somente por marcadores biológicos. 

Neste campo de pesquisa, o cliente encaminhado pela clínica da neuropsiquiatria, pode vir, para a clínica psicanalítica, orientado e pré-diagnosticado por um profissional médico que utilizou marcadores biológicos cerebrais para identificar determinados quadros clínicos, mesmo que se resinta da falta de especificidade que identifique anomalias comuns das estruturas e das funções cerebrais.

Através da criação do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Biomarcadores em Doenças Neuropsiquiátricas (INBioN), objetivou-se realizar um projeto integrativo reunindo cientistas no Brasil e no exterior de diferentes áreas na busca de uma melhor compreensão destas bases das doenças neuropsiquiátricas.

Foram adotadas estratégias experimentais considerando tanto as diferenças como as similaridades biológicas entre os diagnósticos, partindo da premissa de que uma base genética confere uma vulnerabilidade comum para distúrbios da maturação, da plasticidade e da função cerebrais, e que a interação desta base genética com fatores não-genéticos determina a patoplastia e as diferenças nas manifestações clínicas.

... Através desta estratégia, identificados marcadores clínicos e biológicos para: detecção precoce de indivíduos com um risco aumentado para doenças neuropsiquiátricas de maneira geral; discriminação dos diferentes diagnósticos com uma especificidade maior, lançando luz sobre a compreensão dos mecanismos causais de cada uma destas doenças; e definição de índices preditivos de resposta terapêutica e prognóstica em médio prazo. Além disso, correlacionaremos os achados de alterações em cada uma destas abordagens, buscando identificar combinações de marcadores específicos que possam guiar mudanças de conduta clínica.

Por fim, explorar as linhas adicionais as investigações de indivíduos da população geral com transtornos subclínicos, que apresentam sintomas psiquiátricos esporádicos, permitindo-nos investigar estádios de transição para esclarecer o continuum entre saúde e doença nas dimensões clínicas e neurodiagnósticas, a fim de fornecer instrumentos confiáveis para o diagnóstico precoce e o desenvolvimento de estratégias preventivas das doenças em questão;...

No campo da pesquisa clínica a psicanalítica tem colaborado de forma concreta para identificar as possíveis causas dos quadros psíquicos e suas origens subjetivas que constroem dores indicadores de sintomas e manifestações neuropsíquicas, do cliente e seus conflitos no setting analítico.  Na condição "ouvidores terapêuticos" o analista faz da PSICANÁLISE UM SUPORTE TERAPÊUTICO QUE ATUA FORA DOS LIMITES DOS CONSULTÓRIOS DA MEDICINA NEUROPSIQUIATRIA. 

 

 


© 2010 Todos direitos reservados.